Morte ou perda da personalidade?

Estava num devaneio avançado pensando nessa coisa de morte física, de desencarne, ou seja lá qual for o termo, quando cheguei a uma conclusão simples: o medo em geral não é de morrer em si, mas sim, de deixar de ser quem é.

É isso mesmo. Depois de tanto tempo de trabalho, estudo e muitas experiências – boas ou ruins – a morte colocaria em tudo isso um fim. Imagina só, você estuda anos e anos, se torna um advogado de respeito, conhece tanta gente boa, tantas experiências a serem lembradas e, de repente, tudo isso é apagado de você, afinal, a sua hora chegou, adieu!

Claro, essa teoria só vale pra quem acredita em reencarnação, ou seja, não estamos aqui neste plano pela primeira vez muito menos pela última.

Mas agora, escrevendo isso, me ocorreu: se aquela coisa de regressão a vidas passadas existe, significa então que existe algum tipo de base de dados onde tudo fica guardado pra um possível aproveitamento futuro. Mas qual seria? Seríamos nós seres em estágio tão baixo de evolução que não conseguimos acessar tais informações por nós mesmos? Ou seria a regressão a vidas passadas mero marketing?

Mas voltando ao medo de morrer, seríamos nós vítimas de um apagão, um "deltree *.* -h /s" por parte do Barba, JC e seus comparsas celestiais? Realmente, se isso for verdade, toda a questão de evolução espiritual defendida pelo Espiritismo se tornaria obsoleta. E olha que eu tenho sérias tendências a acreditar nessa doutrina!

Continuando o devaneio, será que um desencarnado, ao reencarnar, surtaria ao ler a autobiografia ou a biografia de sua antiga personalidade? Ou será que simplesmente pararia de ler no começo, por causa da sensação de déja-vu?

2 thoughts on “Morte ou perda da personalidade?

  1. Eu acho que sequer teríamos acesso a esses bancos de dados viu, Gigante!
    Tudo isso porque, de acordo com o que prega a doutrina Espírita, nós não somos seres suficientemente evoluídos para saber sobre nosso passado, pelo menos não nessa existência em que nos encontramos.

    Pode ser que um dia todos descubramos esses mistérios… e eu acho que isso seja bem provável!

    Obrigada pela visita, volte mais vezes.

    Beijinhos

Comments are closed.