Sobre reclamar sem agir

Eu não sei a razão, mas a demonstração explícita da mediocridade, da limitação do ser humano, me deixa prostituto da vida.
Sabe aquela pessoa que se esforça pra desempenhar única e exclusivamente o que a descrição da sua função aponta e vive dizendo "ahn, mas isso não é minha obrigação"? Pois é, esse tipinho me enerva.

Mas sabe o que é mais curioso? É a capacidade deste tipo de ser em reclamar que quer mudar de vida, que quer crescer… Mas vai crescer como, e para onde, se não é capaz de vencer as próprias limitações impostas pelo "horacismo" que pratica?

Eu sei que é péssimo, mas acabo por ter que classificar as pessoas em dois grupos: o das dispostas a mudar, e estas sim, vencem; e o daquelas fadadas à mesmice, a passar a vida reclamando e vivendo dum subemprego, sem nunca saber até onde poderiam chegar se tivessem, ao menos, tentado vencer.

E de certa forma, essas pessoas até que se poupam muita dor sendo assim. Mas por outro lado, também se poupam do aprendizado.

Ignorance is bliss…