Varas escondidasm, dopados e exportados

Vamos lá, comentários gerais:
 
– A tal vara escondida da atleta brasileira era tão importante assim? Se ela tinha uma vara que possibilitava atingir uma altura maior, me esclarece, meu deus: por que não visar um objetivo maior e, assim, continuar lutando pela medalha, ao invés de ficar se lamentando e jogar fora 4 anos de preparação?
 
– Se a Maurren realmente se dopou antes, propositadamente eu quero dizer, hoje ela bem podia ter dito a todos os que a detonaram na época um belo e sonoro "CHUPA!". Esforço próprio e dedicação, sem muletagem e com a filha esperando no Brasil. Parabéns!
 
– Vôlei de praia… ridículo! Masculino e feminino, fora os dois que se naturalizaram Georgianos pra poder ir às olimpíadas. Achei o cúmulo da incapacidade de lutar por uma vaga no próprio país.
 
Legal foi que a menina do salto com vara provou que o brasileiro desiste SIM!