Caso Neymar

A notícia hoje é que, depois da molecagem de semana passada e da falta de respeito após a substituição, ele finalmente foi castigado. Afinal de contas, como é que ele pode fazer isso? Que enorme falta de respeito!
Castigo merecido sim. Já tinha dado declarações que não condiziam com a realidade.

(Sarcasmo Mode: OFF)

Sim, Dorival Júnior foi demitido porque pôs Neymar de castigo. O time da Vila Belmiro se torna refém de um moleque mimado por milhões de dólares e fruto da educação moderna, aquela que não impõe limites ou ensina respeito ao próximo para os jovens.

Um bom profissional, a meu ver, que foi capaz de ordenar o time de garotos pra ter muito sucesso no primeiro semestre, acaba na rua em nome de um pseudo atleta. Porque sim, atleta de verdade é Rubens Barrichello, que não me recordo ter visto manchete no jornal falando dele desrespeitando alguém. Neymar é um fenômeno psicológico humano normal, é o fruto do acúmulo de poder e, no momento em que sente que o mesmo pode ser perdido, começa a se revoltar contra o sistema que o criou.

Será que o Mano continua na seleção se não convocar o xiliquentozinho? Será que o garoto resiste à pressão, ou será que teremos um novo Garrincha, gênio nos campos e atormentado pelo vício do álcool na vida pessoal?

Aguardemos cenas do próximo capítulo…