Pequena reflexão sobre religião e respeito

O problema inicial com as religiões e, principalmente os fiéis, é que eles não aceitam outras religiões e nem a ausência delas.

É o cara se declarar ateu e o bombardeiro de ameaças começa. "Você vai pro inferno" e "Deus tá vendo" são só o começo de uma série de respostas que já vi muitos ateus receberem por causa de declarações como "não acredito em Deus" ou "Deus não existe, me prova que ele existe. Tem foto?"

Não defendo o ateu que provoca e não defendo o crente que ameaça. Só quero saber, de verdade: o que um tem a ver com a vida do outro? Deixa o cara acreditar no que quer, ou não acreditar, e ser feliz do jeito dele. É só respeitar o espaço do próximo, simples assim.

One thought on “Pequena reflexão sobre religião e respeito

  1. Não assumir a própria falibilidade é que deveria ser um grande pecado. Condenar o outro pelo que difere, mas no fundo, no fundo tem o mesmo foco: quase todas as religiões e muitas linhas de pensamento céticas defendem um comportamento ético e de respeito ao próximo. Judaísmo, islamismo e cristianismo – a despeito do uso feito pelos fiéis – apresentam mensagens de amor como base de seus livros sagrados.
    Além disso, estejamos pensando sobre um misterioso átomo primordial ou um ser criador de tudo, nossa mentalidade (meramente humana) sempre vai chegar em um ponto do qual não conseguimos mais retornar: em algum momento alguma coisa parece ter surgido do nada. Logo, em que uma crença pode ser melhor ou mais verdadeira que outra?

    “Maomé, Jesus, Tupã, Jeová
    Oxalá e tantos mais
    sons diferentes, sim, para sonhos iguais ” – Guerra Santa, Gilberto Gil

Comments are closed.